domingo, 4 de dezembro de 2005

Pensativo como sempre


Sentado na beira da praia, só eu e meu violão, buscando algo mais puro, que venha do coração.Ela podia ter considerado aquilo, afinal estou tão confuso, desprovido de qualquer tipo de fé, mas sei que nos reencontraremos em algum lugar do passado.
Com medo do vai acontecer, de não ser forte, de não estar num dia de sorte. Meu corpo fica dormente e os momentos passam que nem um filme em minha cabeça, meu coração começa a queimar e sinto as aflições desse amor inconsequente, não pedi muita coisa, só queria sentir o amor transbordando no lugar onde vivo, porque ainda tenho muita vida correndo em minhas veias...Lar: não dá pra dizer o que é se vc nunca teve um antes, não sei se vc esta entendendo esse dom que nos foi dado, é como quando falo comigo mesmo e não obtenho respostas, me sinto tão sozinho...consegue me mostrar o significado disso tudo?
Nada mais parece ter sentido, já que meu corpo não é mais teu abrigo...sei que vc vai ser uma estrela, uma estrela no céu de alguem, mas pq? Pq não pode ser no meu?
Não sei quem matou os Kennedys, não sei fazer poesia, não sei o que tem além do horizonte...só sei que a falta de vc deixa meu espírito inquieto. Sem razões, sem dormir, sem sonhar, rezando pra achar um jeito coinvincente pra com essa dor acabar...Agora entendo o pq de tanto alarde, faz ultrapassar os limites, enfrentar medos, esquecer de tudo, sentimento forte que é esse. Toque de mãos e truque do destino, numa cama de pregos vc me faz esperar...e eu espero, por vc...
È por esse e por outros motivos que acredito em Deus, afinal, existe sentimento mais divíno que esse?

Guerreiro Alado

2 comentários:

TODO PODEROSO TIMÃO disse...

e ae danilo....blz???
to passando pra deixar um abraço...
dah hora esse texto...
bom fds...
fui
=)

coisas da mente disse...

é foda mesmo
imagino como foi
mais quem sintiu foi vc
parabens
um momento bom é isso ai falou