sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Palavras de Dentro Ditas da Boca pra Fora


Te entendo por me ligar toda hora,
dizendo que onde quer que eu esteja, seria bom se eu fosse embora.
Te entendo por me xingar quando chego pelo amanhecer,
por eu não te dar o que você merece, por não ter tempo de te ver.
Entendo seu choro quando digo que te amo,
pois deve pensar que não sei amar, ou que te engano.
Entendo você não chorar quando digo que vou partir,
entendo você não acreditar nas minhas verdades, quando enfim me confesso.
Entendo seu medo de ser verdade algumas coisas que digo,
e aquele seu medo bobo de um dia nós sermos apenas amigos.
Te entendo por me amar e me odiar ao mesmo tempo,
pois palavras podem curar e machucar.
Só não entendo como isso tudo pode ser amor e como a dor pode virar amor.
Sei que te entendo. Da minha maneira, mas entendo.

6 comentários:

Clóvis sivolC disse...

Nossa colega
amei
simplesmente Perfeito *-*

Anónimo disse...

linndo

everton disse...

como diz o Marcelo camelo: "O que te sobra além das coisas casuais,
Me diz se assim está em paz?
Achando que sofrer é amar demais". abraço :)

nerdsedentario disse...

Caramba, lindo demais hein?!
Gostei muito.

Lais disse...

Lindo texto...
já eu não entendo muitas coisas, e acho que nunca vou entender e sinceramente ....não faço questão de entender....


beijo

nick@ disse...

Oi que gostei muito de estar no seu bloguinho :)
Por isso gostava de te deixar um pedido: se queres ser minha amiga? Se sim passa pelo meu site e deixa um recadinho com o link para o teu site para que eu possa voltar, ler e comentar teus posts.
beijos e boa semana