quinta-feira, 31 de agosto de 2006

...Me Perdendo...


Perdi-me diversas vezes pelo mar, assim como me perco no coração de quem não sabe amar.
Perdi-me entre os caretas, que não conhecem o prazer da espontaniedade, que se suicidam lentamente em seus escritórios, acreditando em meias verdades.
Perdi-me entre a malícia e a inocência, que se excedem em prazer e carência.
Perdi-me na incerteza do amanhã e nas novidades do passado, na acidez do teu sabor e na despedida de um soldado.
Perdi-me na minha mente e em meus sentimentos, labirinto próprio.
Perdi-me na linha tênue que separa o certo do errado e o bom do ruim, e na corda bamba em que me encontro, de um lado o amor de outro a paixão.
Perdi-me correndo entre as flores que me alisam e entre espinhos que me ferem.
Perdi-me na sede de viver, de amar, de escrever, de experimentar, de rir, de criar, de sobressair...
Perdi-me entre o mar, entre corpos, entre insônias, entre vontades, entre pensamentos e desejos...perdi-me entre ti!!!








..."como é chata a natureza morta de quem não sente dor, como é estéril a certeza de quem vive sem amor"...

4 comentários:

Julio Moraes disse...

muito show hein cara..parabens mto legal.....a foto ficou otima tambem...tudo di bom abraços, até depois.. =)

Lais disse...

Oii
e ai como vc está?..espero que esteja tudo bem..
Como sempre o texto esta muito bom..
o amor e a paixão não é a mesma coisa???
Beiju e te amu

Bruxinhachellot disse...

Sempre me surpreendo com os caminhos que meu labirinto me mostra. Aqui encontrei emoções, mas do que belas palavras.

Beijos azuis.

Azrael disse...

se me permite, eu definiria seu blog em uma palavra: impressionante.

adorei seu espaço
pode ter certeza que virei aqui mais vezes