quinta-feira, 30 de novembro de 2006

Verdades e Mentiras


Que brilho descartável existe no olhar de quem nunca se apaixonou
Que pele mais sem graça a de quem não sente tesão
Que sofrimento mais fingído esse de quem não arrisca na vida
Que certeza breve é essa de quem não saboreia a ilusão.

Uma tragédia aconteceu
quem me amou morreu
o amor que era seu
pelo triste fim agora é só meu.
Que inúteis as verdades
se não existem possibilidades
pois achava que o amor acabou
mas outra vez a dor enganou
tirando a cor de onde estou.
A pureza desse olhar que insiste em me mostrar
paixão forte assim não vai acabar
continuando a me contrariar
pois onde quer que eu vá
é lá onde vc está.
Dessa história eu já vi o fim
de quem é egoísta assim
então abre meus olhos pra mim.


Foi só pra matar o tédio...
como se fosse um remédio
Era pra ferir só um pouco
como se acreditasse nas verdades de um louco
Só queria botar medo
fica tranquila que ainda é cedo
Não pretendia causar todo esse alarde
quando disse que já é tarde
nem quis dizer que vai acabar agora
ainda vai demorar pra eu ir embora
Não terá despedida
esqueçe isso e viva sua vida
Foi só pra matar o tédio...

2 comentários:

Lais disse...

Oii
acho q minha pele é sem cor, se alegria entaum..rs
beiju

Lais disse...

Oiiii
Dan, passa lá no meu blog e pega o meu cartão de natal tá?
beijin